Posso penhorar salário?

Posso penhorar salário?

Apenas em 2 hipóteses:

1. penhora para pagamento de prestação alimentícia;
2. Valores mensais superiores a 50 salários mínimos!

O dia que eu receber acima de 50 salários mínimos não pretendo sofrer penhora, e se isso acontecer, pode penhorar a diferença que vivo de boa com os 50 salários. 

Exemplos:

1. Quando o pai é condenado a pagar pensão, o filho pode requerer a penhora de parte do salário dele (observar limites legais);

2. Se o executado tiver um salário de R$ 50.000,00, o exequente poderá penhorar R$ 6.000,00 do seu salário a cada mês, haja vista que R$ 44.000,00* permanece impenhorável.

Ver o parágrafo 2º do art. 833.

* valor referente a 50 salários mínimos nacionais de R$ 880,00.

Art. 833.  São impenhoráveis: […]

IV – os vencimentos, os subsídios, os soldos, os salários, as remunerações, os proventos de aposentadoria, as pensões, os pecúlios e os montepios, bem como as quantias recebidas por liberalidade de terceiro e destinadas ao sustento do devedor e de sua família, os ganhos de trabalhador autônomo e os honorários de profissional liberal, ressalvado o § 2o; […]

X – a quantia depositada em caderneta de poupança, até o limite de 40 (quarenta) salários-mínimos;[…]

§ 2o O disposto nos incisos IV e X do caput não se aplica à hipótese de penhora para pagamento de prestação alimentícia, independentemente de sua origem, bem como às importâncias excedentes a 50 (cinquenta) salários-mínimos mensais, devendo a constrição observar o disposto no art. 528, § 8o, e no art. 529, § 3o. […]

Outros textos sobre o assunto:

Depositou. Paga multa?

Afinal? Devedor pode ter passaporte confiscado?

Não pagou a condenação? Mais 20%!

Afinal, como ficou o antigo art. 475-J?

Não pagou em execução provisória? MULTA!

Não pagou a condenação: PROTESTO!

Posso penhorar salário?

 


NOVO: Já conhece as vídeo-aulas? Acesse aqui e aprenda sobre o novo CPC de forma leve e descontraída.

Como já sabem, vou seguir com publicações frequentes aqui no site, e em minha página do Facebook, e além da coluna no JusBrasil. Me acompanhe e fique por dentro das novidades do Processo Civil.

 

, , ,